Nick Jonas é a capa do LA Confidential e abre o jogo sua carreira solo
Nick Jonas é a capa do LA Confidential e abre o jogo sua carreira solo
Publicado dia:30/09/16

Nick Jonas é a capa de mais uma revista americana! Hoje (30) foi divulgado que o cantor e ator irá estampar a nova edição da Los Angeles Confidential, onde ele fala sobre sua carreira dupla como cantor e ator, a forma como lida sobre relacionamentos e sobre a separação da banda com seus irmãos. Confira:

“Há um truísmo sobre a passagem do tempo e mudança da cultura pop geracional que o comediante Billy Crystal, uma vez apontou para quando sua filha perguntou: “Pai, você sabia que Paul McCartney estava em uma banda antes de Wings?” Tendo surgido nos últimos anos como uma estrela pop solo e cada vez mais procurado como ator, Nick Jonas hoje está vivendo sua própria variação sobre esse tema. A pergunta do século 21 poderia ser: “Você sabia que Nick Jonas já esteve em uma banda com seus irmãos?”

“É engraçado que isso já está acontecendo”, ri Jonas, que há apenas três anos atrás decidiu, com seus irmãos Joe e Kevin, acabar com a sua banda fenomenalmente popular, os “Jonas Brothers”, e perseguir interesses criativos individuais, levando Nick a reinventar-se nas paradas musicais, admirado criticamente como um artista musical em seu próprio direito. Seu terceiro e mais recente álbum, “Last Year Was Complicated”, entregou o hit “Close” e fez da turnê atual, a “Future Now” – juntamente com sua amiga, Demi Lovato -, uma das melhores atrações do verão.

Simultaneamente, Jonas se tornou um ator de grande carisma. Ele fez um incrível trabalho com as artes marciais na série de drama “Kingdom”, mostrou habilidades suas habilidades na comédia de horror da Fox “Scream Queens” e proporciona um rumo totalmente convincente na trama de dois irmãos em um ciclo angustiante de trotes de fraternidade no novo filme “GOAT”, lançado nesse outono.

Uma estrela renasce: “Tem sido um grande desafio encontrar tempo para um relacionamento. É uma escolha que eu fiz na minha vida em estar sozinho, para que eu possa aproveitar ao máximo tudo o que eu estou tentando fazer.”, diz Nick Jonas, que brilha nos cinemas com o aclamado “GOAT”. “Ainda tenho bastante tempo, só tenho 24 anos.”

“Cada vez menos me refiro como ‘Nick Jonas, anteriormente dos Jonas Brothers, é mais uma consciência do agora”, diz o cantor de 24 anos. “Isso não acontece de um dia pro outro. Requer um pouco de trabalho duro e paciência, mas é emocionante quando as pessoas começam a te reconhecer com o que você está fazendo agora e te enxergam com isso.”

A evolução, ele admite, foi assustadora. “Não tinha certeza de que seria o próximo. Eu sabia que tinha um monte de música que queria fazer e um monte de papéis que qqueria interpretar, mas nada está sempre garantido. Eu estava incrivelmente aliviado quando algumas coisas começaram a se encaixar. Depois de duas semanas após o fim da banda, eu escrevi ‘Jealous’, que foi a música que mudou minha vida e carreira, e também atuei em “Kingdom”. Então, tudo estava acontecendo!”.

Grande parte do sucesso dos irmãos, é claro, foi adquirido pelo Disney Channel com seus papéis na franquia “Camp Rock” e na série “Jonas”, mas as primeiras atuações de Jonas vem desde sua infância na Broadway em produções como “A Christmas Carol” e “A Bela e A Fera”. “Atuar sempre foi importante para mim”, diz ele. “Foi de grande ajuda, e quando fiquei mais velho, eu encontrei grandes papéis que me ajudou um pouco. Quando li o roteiro para Kingdom, percebi rapidamente que era algo que queria fazer e que valeria a pena se eu estivesse ‘socando’ meus dentes e realmente tentando me desafiar”.

Na verdade, embora alguns possam olhar estranho pra um elenco que tem um ex-ídolo adolescente interpretando um lutador de MMA gay não assumido, Jonas rapidamente dissipa qualquer apreensão com o seu compromisso no material, tanto físico como emocionalmente. “Muitas das vezes, o trabalho desses caras é bem bruto e físico, pois seu trabalho é entrar em uma gaiola e vencer alguém. Mas também, às vezes, a razão pela qual eles estão lutando é porque eles estão fugindo de algo ou passando por alguma coisa. Então, eu passo bastante tempo trabalhando com o meu treinador tentando encontrar maneiras de realmente mostrar isso.

Por um bom tempo, ele foi visto como o “cara sério” durante seus momentos em banda, mas Jonas surpreendeu até os seus mais fiéis fãs com seu papel na comédia Scream Queens. Ele admite que escolhe cuidadosamente as palavras em sua própria vida, mas na série, ele se soltou em uma tentativa de encontrar o seu próprio tom de comédia: “Eu tive de ler uma linha em 100 formas diferentes antes de saber a correta para entregar aquilo, e depois eu revia para saber qual a mais engraçada e que mais se encaixava no contexto.”

“GOAT”, que foi aclamado pela crítica e produzido pelo ator James Franco, colheu bons frutos pelo desempenho de Jonas no Sundance Film Festival e o ator chocou a si mesmo. “Quando li [o roteiro] pela primeira vez nas audições, eu achei que havia sido péssimo, achei que fui terrível! Mas foi um alívio quando soube que consegui”. O diretor do filme, Andrew Neel, no entanto, reconheceu a qualidade indescritível e fundamental na performance em que Jonas estava trazendo. Na maior parte do filme [o personagem de Nick, Brett] não aprova o seu irmão, e Nick foi capaz de fazer isso mesmo mantendo um forte sentimento de amor e carinho, diz Neel. “Ele usou as relações com seus próprios irmãos para construir isso.”

Identificáveis motivos ​​começam a surgir durante a conversa sobre a carreira de Jonas: experimentação, desafiar a si mesmo, testar limites. “Na frente da música, tento crescer a cada dia e me expor à coisas novas e excitantes para me sentir inspirado, quer se trate de pessoas que eu estou colaborando ou apenas as músicas novas que eu estou tentando apresentar. Eu acho que você tem que manter uma atitude de nunca querer parar de crescer”, diz ele. “Mas na atuação, me sinto atraído com projetos mais sérios, coisas mais dramáticas, intensas e que realmente testam meus limites – mas também misturo algumas dessas grandes oportunidades com coisas que continuam a mostrar o meu lado de comédia. Conhecer as várias camadas sobre “todas as coisas que o Nick Jonas pode fazer” é a chave de tudo”.

Ele creditou o sucesso do seu último trabalho musical se comprometendo a falar sobre um rompimento que foi ainda mais devastador do que se separar dos seus irmãos: sua separação com modelo Olivia Culpo, depois de um relacionamento de dois anos.

“O tema de “coração partido” é algo que muitas pessoas se relacionam – os desafios dos próximos passos na sua vida, quando algumas portas se fecham e como você se aproxima das que ainda irão se abrir”, diz ele. “Rapidamente, eu vi que era algo que meus fãs poderiam se relacionar.” Mas não era fácil, de fato, traduzir sua dor pessoal em letras fortes. “É desesperador quando [os sentimentos] são tão pessoais como os que eu compartilhei eram. Mas me sinto aliviado por transformar minhas composições num tipo de processo terapêutico.”

Recentemente, o namoro não tem sido uma prioridade, mas Jonas ainda diz que não é pra sempre. “Eu tenho estado muito ocupado!”, Explica. “Tem sido um grande desafio encontrar tempo para um relacionamento. É uma escolha que eu fiz. Mas terei bastante tempo, só tenho 24 anos. Quer dizer, eu espero que eu tenha tempo de sobra!”

Quanto ao outro relacioamento pessoal – agora sobre seus irmãos – a divisão profissional “foi a melhor coisa que já nos aconteceu. Isso nos tem permitido ser apenas uma família”, diz ele. “Joe e eu vivemos em LA. Nós temos, juntos, uma casa lá, então estamos muito perto um do outro. Meu irmão Kevin e sua esposa têm uma filha e outro bebê a caminho. Ele está agora em seu próximo passo, que é no mundo da tecnologia, o que é realmente incrível. É tudo uma mudança muito saudável. ”

Com a continuação de Jumanji na sua agenda – sua entrada nos filmes com grandes orçamentos – Jonas percebe o quão raro é a sua jornada, que poderia ter sido apenas uma febre descartável como um ídolo adolescente, se tornar um astro do entretenimento que ele verdadeiramente é.

“Me sinto muito abençoado por ser capaz ter essa oportunidade, que é estar no local de onde eu comecei e poder recomeçar. Eu estava numa espécie de foguete indo em direção à lua com meus irmãos, como parte de um fenômeno adolescente. E para voltar e solidificar uma carreira adulta com verdadeira confiança em mim mesmo e orgulho no meu trabalho, eu acho que já tive de ser capaz de ver as coisas num tom um pouco diferente. E a forma que você se torna como pessoa, a maneira que vê o mundo… e do jeito que você tratar outros seres humanos”.

Confira a CAPA em nossa galeria:

Matéria em inglês.

Escrito Por: Gleyson Wallster
Categoria: Entrevista | Família | Filmes | Jonas Brothers | Kingdom | Música | Noticias | Revistas | Scream Queens
Tags: | , , , , , , , , , ,